Desenvolvimento de Aplicações Web com Zope

Desenvolver aplicações web é um processo que compreende a criação de uma base de dados relacional, a criação de alguns formulários e listagens atrelados à lógica de negócio e pronto. Certo?

Errado!!! Abandone por alguns minutos a clava e a lança e deixe seus olhos se acostumarem com a luz fora da caverna para continuar lendo o que escrevo à seguir.

O primeiro framework de desenvolvimento de aplicações web que fez com que a grande maioria dos programadores se voltasse para a idéia de que a re-invenção da roda é algo ruim deve ter sido o Ruby on Rails, mas o existem dezenas de alternativas interessantes para lidar com os mesmos problemas, ou seja…

  • O mapeamento objeto-relacional;
  • A geração de interfaces para operações de criação, exclusão, listagem e exibição de informações;
  • A implementação de segurança por meio da implementação de usuários, grupos e papéis;
  • A geração de logs;
  • A validação de dados;
  • etc…

Tudo isso é oferecido por uma grande quantidade de frameworks de desenvolvimento disponíveis para praticamente todas as linguagens de programação.

Mas é quando o assunto é Zope que a coisa começa a complicar. O ambiente foi desenvolvido para servir de base para aplicações web, com o tempo foram criados frameworks por sobre a estrutura inicial, que por sua vez deram origem a outros frameworks e no fim das contas é quase impossível distinguir o que é Zope, o que é CMF, o que é Plone, e o que é Archetypes por exemplo.

Aí dentro do archetypes surgem coisas como o ArchGenXML, e extensões como o relations que são de terceiros, mantidas de forma independente, entretanto funcionais ao extremo e oferecendo recursos interessantes.

Mas tem mais… E o ZODB? Bom… O ZODB é um banco de dados de objetos. Humm… Desenvolver aplicações sem banco de dados relacional??? Pois é! Ele pode ser uma camada de abstração, oferecendo todos os recursos necessários para se tratar os dados como objetos enquanto os dados podem ser armazenados em bases de dados relacionais.

[continua …]


No Comments


Deixe uma resposta