Relato do FISL 8.0

Estou de volta do FISL 8.0 depois de enfrentar as 49 horas de ônibus mais recompensadoras que poderia ter enfrentado em minha vida para ir e voltar de Porto Alegre com a caravana da CELEPAR e gostaria de relatar para vocês a experiência de ter participado do evento.

1. Se você é nerd deveria ter ido

Se existe um lugar no planeta terra onde uma pessoa que se considera nerd se sente bem é no FISL. Começando pelo XO (laptop de $100), passando por dezenas de palestras interessantes, conversas nos estandes e corredores que só são inteligíveis naquele ambiente (90% envolvendo termos técnicos e piadas que envolvem trocadilhos computacionais) e indo até instrumentos de percussão feitos com motores de HD e frascos de iogurte. É assim que é o FISL, ou seja, a meca nerd.

2. Se você quer aprender deveria ter ido

Cada conversa, cada palestra, cada visão de uma coisa nova em um estande ou nos materiais distribuídos por eles… Tudo isso leva a um turbilhão de discussões, bastando para isso se comunicar com outras pessoas e ser curioso.

3. Se você quer fazer contatos deveria ter ido

Um pouco de conversa e as frases “estou precisando de alguém que saiba isso” acabam aparecendo. Ou ainda, frases como “eu conheço alguém na empresa X que precisa de alguém pra trabalhar com isso” e “quanto você quer pra trabalhar mim”.

4. Se você acha que sabe tudo deveria ter ido

Na arena de programação eu vi gente super-ultra-mega-conceituada ser derrotada por estudantes recém-formados. A evolução não para, é preciso se reciclar.

Por esses e outros motivos que eu digo: “Estarei novamente no FISL ano que vem!” 😀


4 Comments

  1. Jayme Ayres disse:

    é companheiro marcelo (voz de lula) estaremos ano que vem lá… te garanto uma coisa eu posso ir com a caravana, mas eu volto de avião!!

  2. Alberto Andrade disse:

    caravana do MSL, diga-se de passagem…eheheh.
    E olha o Jayme ae, cansadinho da viagem…ahahah.

  3. Machado disse:

    Meu caro…
    …sou um dos organizadores do FISL já há 5 edições. Apersar de so ter visto o post hoje, agradeço muito suas palavras e fico muito feliz que tenha sinceramente gostado do evento. Afinal é pra isso que trabalhamos durante, pelo menos, 10 meses por ano: oferecer um evento que possa servir à comunidade(hackers, empresarios, governos, ativistas, artistas, acadêmicos…) de SL do Brasil e do mundo. Na nossa visão, Software Livre é pra todos esses e muitos outros.
    Lembro porém, que o fórum vive um desafio permamente de renovação e evolução de modo que gostaríamos de conhecer, além de seus elogios, suas observações sobre coisas que possam ser melhoradas.
    Agradeço a atenção e lembro que há várias formas de ajudar a fazer um fisl melhor. Desde mobilização até sugestão de temas passando pela ajuda mais importante: aquilo que cada um quer e pode oferecer, mesmo à distância(exatamente como é a filosofia de qualquer projeto SL).

  4. Marcelo R. Minholi disse:

    Pois é Machado, essa já é a segunda vez que vou ao FISL, sendo que na primeira eu fui como palestrante, e tenho o evento como um encontro primordial entre todos os públicos que dele participam.

    Eu vejo que os temas que fazem maior sucesso no FISL são aqueles relacionados a desenvolvimento de software e redes, não por coincidências as áreas onde o software livre mais se destaca.

    Tenha certeza de que todos os que vão até o FISL pelo menos uma vez fazem um trabalho de divulgação importante, e que isso reflete na renovação do público a cada ano. Sei de várias pessoas que se arrependem enormemente de não terem ido por um motivos diversos e que certamente vão estar presentes nas edições futuras, então, na condição de educador, eu é que digo:

    Obrigado por realizarem um evento tão rico e de tanta expressão em nosso País.


Deixe uma resposta