Nem tudo são flores: Problemas com o Ubuntu 7.10 – Gutsy Gibbon

Quando é lançada uma nova distribuição é bem comum ver diversas publicações elogiando novos recursos, performance, suporte a novos hardwares, entre outras coisas, mas algumas vezes é preciso falar também dos eventuais problemas, e nessa versão do Ubuntu não foram poucos os que já enfrentei, sendo eles:

  • Resolução de tela em 320×240 fora do X;
  • Travamentos misteriosos onde é preciso desligar e ligar o equipamento;
  • Travamentos constantes no OpenOffice.org 2.0.3;
  • Permissões de execução do VirtualBox;
  • Funcionamento e permissões de acesso a dispositivos USB no VirtualBox;
  • A péssima idéia de fornecer extensões para o Firefox como a Web Developer em formato DEB (se é pra fazer que seja com a versão nova e não uma de 1 ano atrás);
  • Instabilidade do Compiz;
  • Pacote bugado do Azureus (desde a versão 7.04);
  • Piora sensível no layout dos arquivos de ajuda;
  • Google Earth fecha sozinho quando tento usar o novo recurso que permite ver o céu (ainda não sei se é algum problema específico do Ubuntu ou do Google Earth);
  • Plugins e visualização gráfica do Rhythmbox não funcionam direito;
  • Teclado para de funcionar as vezes no Firefox e é preciso abrir uma nova janela para digitar uma URL;
  • Picos de processamento estranhos e inexplicáveis;
  • Consumo exagerado de memória RAM pelo Firefox com muitas janelas abertas;
  • A saga do problema do plugin do Flash com transparências;
  • O vim que não coloriza os meus códigos fonte (para isso é preciso instalar o vim-complete);
  • O modo ROAM das placas de rede que as vezes se perdem;
  • Os recursos de economia de energia e hibernação do laptop que não funcionam;
  • O reconhecimento falho de dispositivos USB (as vezes é preciso tirar e colocar o pen-drive ou mesmo reiniciar o equipamento para poder usá-lo);
  • Minha dissertação de mestrado trava o OpenOffice.org;
  • O fato de ter conseguido fazer uma impressora HP ligada em rede funcionar apenas com o driver LaserJet genérico;
  • O Automatix (eu sei! não é culpa do Ubuntu! mas e daí?) está uma porcaria;
  • O Reprodutor de Filmes (Totem) que trava ou simplesmente não aceita que eu avance filmes usando o slider logo abaixo do vídeo; e
  • Um processo que as vezes aparece no Monitor do Sistema que não tem nome!!! Muito estranho!!!

Eu nem sequer consegui lembrar de todos os problemas pelos quais passei nas últimas semanas usando o Ubuntu 7.10, mas posso afirmar com certeza que, como usuário do Ubuntu desde a versão 4.10, nunca vi uma versão tão problemática quanto essa.

Me lembrei do Fedora Core 3 ou 4, não me lembro exatamente qual dos 2, que era uma verdadeira bomba. Se alguém tiver alguma explicação para isso tudo me comunique.


Top 30 das Ferramentas de Nomenclatura e Registro de Domínios

Falta criatividade para dar nome ao domínio de seu novo projeto? Então aí vai uma lista de ferramentas que podem auxiliar nessa tarefa e no registro do seu novo domínio.

Fonte: Mashable


LOGO faz 40 anos


O precursor dos softwares educativos e derivado da liguagem LISP nasceu há 40 anos atrás com o intuito de ensinar lógica, programação e princípios de geometria.

Hoje com a profusão de softwares educativos existentes a velha tartaruga ficou um pouco ultrapassada, mas é graças a essa criação de Seymour Papert que o status dos computadores como ferramentas educativas se consolidou e começou a se tornar parte de estratégias pedagógicas de ensino.

Hoje existem alguns substitutos interessantes, dentre os quais está, por exemplo, o Alice, que prima pelos mesmos princípios, mas que faz uso de recursos 3D.


Editoração Colaborativa de Livros com o Blurb


Está ficando cada vez mais fácil publicar seu próprio livro. A novidade é que agora todo o processo de editoração pode ser feito on-line e de forma colaborativa, tendo como resultado final o livro impresso com uma grande variedade de formatos e estilos à escolher. O Blurb funciona como uma rede social onde um grupo de pessoas pode interagir de diversas maneiras com a composição final da obra.

Com o Blurb é possível criar álbuns de fotografias, livros comerciais, portfólios, ou qualquer outro tipo de livro e simplesmente receber o resultado final em sua casa. Os preços parecem bastante atraentes e todo o serviço pode ser feito com um software bem simples.

Fonte: Mashable


Top 20 das Ferramentas de Manipulação de Bancos de Dados

Saiu no Mashable e eu achei interessante divulgar essa lista de ferramentas para administração e manipulação de banco de dados. Nela constam ferramentas para diversos sistemas de gerenciamento de bancos de dados. Vale a pena dar uma olhada!

Fonte: Mashable