Nem tudo são flores: Problemas com o Ubuntu 7.10 – Gutsy Gibbon

Quando é lançada uma nova distribuição é bem comum ver diversas publicações elogiando novos recursos, performance, suporte a novos hardwares, entre outras coisas, mas algumas vezes é preciso falar também dos eventuais problemas, e nessa versão do Ubuntu não foram poucos os que já enfrentei, sendo eles:

  • Resolução de tela em 320×240 fora do X;
  • Travamentos misteriosos onde é preciso desligar e ligar o equipamento;
  • Travamentos constantes no OpenOffice.org 2.0.3;
  • Permissões de execução do VirtualBox;
  • Funcionamento e permissões de acesso a dispositivos USB no VirtualBox;
  • A péssima idéia de fornecer extensões para o Firefox como a Web Developer em formato DEB (se é pra fazer que seja com a versão nova e não uma de 1 ano atrás);
  • Instabilidade do Compiz;
  • Pacote bugado do Azureus (desde a versão 7.04);
  • Piora sensível no layout dos arquivos de ajuda;
  • Google Earth fecha sozinho quando tento usar o novo recurso que permite ver o céu (ainda não sei se é algum problema específico do Ubuntu ou do Google Earth);
  • Plugins e visualização gráfica do Rhythmbox não funcionam direito;
  • Teclado para de funcionar as vezes no Firefox e é preciso abrir uma nova janela para digitar uma URL;
  • Picos de processamento estranhos e inexplicáveis;
  • Consumo exagerado de memória RAM pelo Firefox com muitas janelas abertas;
  • A saga do problema do plugin do Flash com transparências;
  • O vim que não coloriza os meus códigos fonte (para isso é preciso instalar o vim-complete);
  • O modo ROAM das placas de rede que as vezes se perdem;
  • Os recursos de economia de energia e hibernação do laptop que não funcionam;
  • O reconhecimento falho de dispositivos USB (as vezes é preciso tirar e colocar o pen-drive ou mesmo reiniciar o equipamento para poder usá-lo);
  • Minha dissertação de mestrado trava o OpenOffice.org;
  • O fato de ter conseguido fazer uma impressora HP ligada em rede funcionar apenas com o driver LaserJet genérico;
  • O Automatix (eu sei! não é culpa do Ubuntu! mas e daí?) está uma porcaria;
  • O Reprodutor de Filmes (Totem) que trava ou simplesmente não aceita que eu avance filmes usando o slider logo abaixo do vídeo; e
  • Um processo que as vezes aparece no Monitor do Sistema que não tem nome!!! Muito estranho!!!

Eu nem sequer consegui lembrar de todos os problemas pelos quais passei nas últimas semanas usando o Ubuntu 7.10, mas posso afirmar com certeza que, como usuário do Ubuntu desde a versão 4.10, nunca vi uma versão tão problemática quanto essa.

Me lembrei do Fedora Core 3 ou 4, não me lembro exatamente qual dos 2, que era uma verdadeira bomba. Se alguém tiver alguma explicação para isso tudo me comunique.


39 Comments

  1. MiSsO disse:

    Realmente essa versão está bem estranha. No meu caso eu detectei esses problemas:
    1- Quando ele está dando o boot não aparece muita coisa na tela, pois logo que começa o monitor perde o sincronismo da imagem (out of sync). Depois de um tempo a tela de login aparece ou simplesmente não aparece nada (precisa ficar “resetando” várias vezes para aparecer o login).

    2- O servidor X reinicia sozinho.

    3- Minha rede funciona com DHCP e o modo Roam não detectou isso. Em outras versões isso era bem tranquilo.

    []’s

  2. semente disse:

    Eu também notei vários problemas, a maioria você já citou.

    Hmm… estou quase voltando ao Debian Sid. Pelo menos os bugs eram rapidamente corrigidos, mas não suporto esperar as novas versões do GNOME. 😛

  3. SilasRM disse:

    Salve,

    Estou com o Ubuntu Gutsy sem problemas. Mudei o tema, compiz-fusion rodando normal, em um notebook CCE.

    Único problema foi o áudio que não pegava, que o problema é com o kernel e o alsa, não só no Ubuntu. Tirando isso…tudo lindo!

  4. jasonnfedora disse:

    auheuaheuhaue eu nunca imaginei que haveria tantos problemas em uma distro tão atual.

  5. Daniel Docki disse:

    Meu problema maior é com o OpenOffice, ele simplesmente trava ou não abre…eu não faço documentos importantes mais nele, a maioria das vezes eu perdi todos…

  6. Felipe disse:

    Primeiramente parabéns pelo escrito…
    O problema da resolução foda do X e do sincronismo do computador são os que mais me afligem. O Virtualbox, fui obrigado a pegar a ultima versao(.deb) do site oficial e instalar para resolver todos os problemas…

    Porém algumas mudanças no 7.10 foram muito significantes, O modem do meu notebook funcionou de cara! 🙂

  7. Gabriel Córdova @ Open Tecnologia disse:

    Já estou usando o Ubuntu 7.10 faz mais de duas semanas e não encontrei nenhum dos problemas citados acima.

  8. alexandre cavedon :: disse:

    MiSsO disse…
    > 1- Quando ele está dando o boot não
    > aparece muita coisa na tela, pois logo
    > que começa o monitor perde o
    > sincronismo da imagem (out of sync).
    > Depois de um tempo a tela de login
    > aparece ou simplesmente não aparece
    > nada (precisa ficar “resetando” várias
    > vezes para aparecer o login).

    Bom…
    esse problema é de fácil solução: basta alterar o /etc/usplash.conf, informando a resolução correta do monitor que você está usando e, em seguida, rodar um dpkg-reconfigure usplash

    Isso resolve já… (o problema foi esse bug sair de “fábrica” dessa forma)

  9. Cristiano Ricardo Peixoto Pena disse:

    O problema de consumo de memória do Firefox é do próprio Firefox.
    Em qualquer distro de Linux e até no Windows, isso acontece. E infelismente no beta do Firefox3, também ocorre.
    É uma pena. Isso me lembra o quanto era leve o Firefox 1.0.

  10. Eu Sou o que Sou! disse:

    Não tive nenhum dos problemas citados, só a demora para carregar o compiz.
    Mas o que mais deu trabalho foi a versão do samba 3.0.26a que não se integra a uma rede samba/ldap, ele simplesmente não entra no dominio, tive que voltar a versão do samba para a 3.0.24 para que funcionasse, perdendo 2 dias pra resolver o problema.
    O detalhe isso é pra ser feito em 150 máquinas, com um único script faria tudo de uma vez, agora está me dando uma mão de obra.

  11. Cássio Rosas disse:

    Eh, eu tambem sou usuario desde a versÃo 4.10 e tambem nunca tinha visto uma versao problematica com essa. Em meu note, não consigo usar o driver intel para a placa X1300 de jeito algum. Estou usando vesa generico e assim alem de ficar mais lento o processamento gráfico, adeus efeitos 3D. Som, vixi… so compilando de novo.. um parto. Fingerprint… nao consegui ate agora. OpenOffice…como ja dito trava!!! E por ai vai uma pena…

  12. ibrasil disse:

    É até extranho ler os relatos de tantos bugs em uma única máquina. Após o lançamento do Gutsy já fiz até um install feste sem nenhum problema com as máquinas onde o sistema foi instalado.
    Para não dizer que sou do contra e que o Ubuntu é perfeito, passei por dois problemas chatos. O primeiro foi minha plada de vídeo ATI Radeon 9600 que tá complicado de funcionar no desktop. O segundo problema é que de vez enquando o compiz perde as bordas no meu notebook, isso eu resolvo executando o comando “compiz –replace”.

  13. Marcelo R. Minholi disse:

    Eu estou atualizando o desktop do trabalho para o Ubuntu 7.10 neste momento. Como a arquitetura do equipamento é menos específica do que a do meu laptop eu acredito que não haverão tantos problemas, até porque já deve ter havido tempo suficiente para que atualizações tenham sido liberadas para corrigir os problemas citados no texto original.

    De qualquer maneira, estou usando Debian Testing no meu Laptop agora e tive uma grata surpresa ao ver que, apesar de ser um pouco mais complexo para instalar e configurar, se trata de uma distribuição bastante estável, onde não ocorreu nenhum dos problemas citados até agora.

  14. Anonymous disse:

    Sobre o problema de congelamento, isso ocorre no meu notebook a ponto do sistema nem instalar.

    A solução é passar o parâmetro “hpet=disabled” ao Linux. Isso é um bug do kernel com o hardware.

  15. Bill disse:

    .
    SOLUÇÃO para TODOS os problemas citados: Microsoft Windows Vista!

    No Windows Vista não tenho NENHUM desses problemas, além de vários outros BENEFÍCIOS.

  16. Kleyton disse:

    Pois é, vi erros como a resolução VGA em modo texto que não funciona, mas travamentos e erros de USB? Isso é novidade para mim.
    Uso o gutsy em um destop e um notebook com perifericos de ponta rede wireless, DHCP, compiz e nunca tive problemas.
    Temos que avaliar melhor se o erro é do Gutsy ou nosso mesmo.

  17. Uplink disse:

    *** texto grande mas vale a pena ler o quão revoltante foi o gutsy para mim que sempre fui fã do ubuntu ***

    para mim o gutsy foi a pior das versões ubuntu,nunca tive tantos problemas com qualquer outro ubuntu.

    o que mais me irritou mas foi por muito pouco que não removi o gutsy foi o “failsafe” aquele mecanismo de se o X não entra ele mostra uma tela modificando teu xorg e colocando como vesa.

    se você quer usar o driver nvidia o negocio é instalar pelo “drivers restritos” ou pelo envy.

    mas esses 2 métodos instalam drivers mais antigos. e eu queria a ultima versão.fiz o que eu sempre fiz em tudo que distribuição linux: ir no site da nvidia abaixar o arquivo (.run) e instalar

    simples? bem… você pega e instala e sai funcionando o driver,ao reiniciar o sistema o driver não estará mais funcionando. virá o failsafe dizendo que o driver não funciona,e o único jeito de usar o driver é reinstalando ele a cada reboot (mas que beleza de ubuntu!!)

    dai claro fui instalar o driver por “drivers restritos” e dai reiniciei,quando cheguei entrou no failsafe,dai tentei o envy. reiniciei e saiu na mesma.

    fiz trilhões de coisas tentando descobrir,desabilitando pelos drivers restritos e reinstalar,mandar reinstalar umonte de pacote pelo apt-get,e por ai vai.até que uma hora ele volta a funcionar sem entrar no failsafe

    mexi tudo normal (um pouco lerdo mas..),até querer usar opengl, o driver não carregava o opengl. tentei de tudo para resolver a única coisa no google que falavam era “o driver esta com problema” “reinstala o driver”.

    mandei reinstalar o driver pelos “drivers restritos” dai surpresa: failsafe de novo (nessa hora eu tava até preferindo windows…)

    procurando no google não achei nada sobre esses problemas expecificos fui ao irc e pedi ajuda no canal da nvidia. tinha um cara muito parceria que me ajudo a ver aonde estava o problema,que até ali ninguém tinha conseguido resolver

    o problema era que quando tu instala pelos drivers restritos ele abaixa um (.deb) e instala como eu havia instalado pelo (.bin) do site da nvidia ele deixava alguns arquivos no sistema e o (.deb) não sobrescrevia aqueles arquivos
    solução,tive que pegar o arquivo (.bin) e dar um “–unistall” por ele e reinstalar os arquivos do driver pelo apt-get

    se muitos ja se cansam só de ler porque esse texto que escrevi é enorme imagina nesse meu caso. foi 2 semanas direto tentando achar uma solução. vontade de mandar o ubuntu pra pq.p não faltou

    acho que esse treco de ter que criar um ubuntu a cada 6 meses esta ralando com tudo,se fosse em 1 e meio teríamos muito mais qualidade

  18. Anonymous disse:

    Olá amigos;
    Uso o Ubuntu em dois equipamentos, um desktop relativamente antigo e um notebook hp dv6230.
    Não encontrei problemas em nenhum dos dois (são versões diferentes, uma i386 e outra amd64)
    O virtualbox e suas permissões, normal isso, tanto que é relatado na instalação do mesmo e nos manuais de instalação (tbem conhecidos como Documentação)
    As falhas do Flash são de responsabilidade da Macromidia (flash é fechado).
    Azureus, esse me da problema no Linux e no Windows, chegando a travar meu modem adsl. Instalei o Deluge, muito mais estável e leve.
    Compiz, todos nós sabemos que está em desenvolvimento e bugs serão encontrados.
    Não estou colocando panos quentes nos problemas do Ubuntu, mas vamos endereça-los corretamente, cada um que assuma o seu bug. Não é justo culpar o Ubuntu por uma falha do Flash…

  19. sirhamacker disse:

    Uplink, nesse caso a culpa foi tua.
    Voce começou pelo .run baixado da nvidia (ou invy) e nao funcionou. Acontece que a partir daí, mais nada funcionará usando o repositorio porque o instalador da nvidia deixa bibliotecas espalhadas que o .deb simplesmente nao consegue arrumar.

    O jeito é desinstalar o deb. Usar o uninstall do proprio instalador da nvidia, reiniciar. E tentar novamente pelo drivers restritos que instala o nvidia-glx-new, porem se sua placa é uma daquelas mais antigas poderá dar problemas e nesse caso nvidia-glx ou nvidia-glx-legacy cairá melhor.

    No caso de modulos não é bom fazer mistureba de pacotes e make ; make install.

  20. Frank disse:

    O único problema que tive no Gutsy foi com o modo ROAM da rede que nunca detecta a minha rede DHCP logo de cara. Sou obrigado a clicar no ícone da rede e depois em Rede com Fios.
    Fora esse pequeno inconveniente, não tive nenhum problema nem no meu PC e nem no meu notebook. Os dois funcionam redondo com compiz-fusion e sem travamentos, como me ocorria com o Beryl no Feisty. A hibernação no meu notebook não funcionava, mas isso foi resolvido aumentando o tamanho da Swap para o dobro da RAM disponível.

  21. Uplink disse:

    sirhamacker.
    claro a culpa é toda minha… se eu instalo desse método em todas as outras distribuições aqui da erro a culpa é minha.
    dai instalo pelo (.bin) do próprio fabricante do hardware. e o ubuntu é incapaz identificar o driver e exige que seja instalado pelos métodos próprios (.deb) ai a culpa é minha
    .que por sua vez esse sistema é incapaz de sobrescrever os arquivos que ele tem que colocar.

    realmente a culpa é toda minha…
    ha e claro minha placa é uma 6800XT deve ser muito antiga então a culpa é minha também…

  22. zetto33 disse:

    Quanto mais automático fica o Linux, mais descubro como o Windows é bom.

    O Linux é bom quando sem scripts, ou com o mínimo possível, ou seja configurado na unha…

  23. Adriano C. de Moura disse:

    estou usando o ubuntu deste seu lançamento e os problemas que tive, foram com:
    1 – Eye. o slide fica piscando a tela.
    2 – Samba, no 6.10 o ubuntu entrou legal na rede samba/ldap, com o 7.10 sempre dá erro ao tentar ingressar a máquina no domínio, ainda estou sem solução.
    3 – brOffice, não consegui instalar, dá um erro na instalação dos .DEB, já vi algumas receitas que não resolveram. Estou usando o openoffice mesmo.

    O resto está legal funcionando perfeito, e no geral só tenho elogíos ao ubuntu.

  24. rogerio.wizz@gmail.com disse:

    bom.. no meu serviço o Ubuntu 7.10 funciona perfeito… mas no meu notebook após eu selecionar no grub o Ubuntu 7.10 a tela fica preta e soh sai dessa tela se eu apertar Crtl+Alt+F1…

  25. Anonymous disse:

    Eu fui o único que instalou essa porra direito? Não tive nenhum desses problemas que vocês estão falando (apenas tive problemas no X com a versão 64bits), hoje uso o 7.10 x86

  26. juninho disse:

    xiii…

    Eu tenho um vaio VGN-FS850p/w e o ubuntu 7.10 funciona perfeitamente.. instalei ele desde a versão beta.. ele reconhece todo o hardware.

    Eu uso pra programar e uso o vmware 6 junto com ele. tudo roda redondinho e rapido.

    A unica coisa que não posso dizer é sobre o openOffice,, pq quase não o uso.

    não sei te explicar o pq desses problemas na sua maquina..

  27. Wendel disse:

    Pelo número e genero dos problemas relatados o Ubuntu está ficando cada vesz mais parecido com o Windows. Atualizações automáticas todos os dias, bugs inesplicaveis…..isso é coisa do Micro$oft. Esse é o preço que se paga por querer deixaar as coisas muitos fáceis, nem sempre tudo funcionrá como deveria. Talvez o as novas bersões do Ubuntu deveriam ser lançadas com maior intervalo de tempo entre cada uma, problemas como esse poderiam ser reportados, analizados e resolvidos antes do lançamento de uma versão estavél.

    Querem acabar com todos esses problemas? Usem Slackware. Nele é voc quem determina como seu SO irá funcionar, se der pau, travar, bug, pode ter certeza que a culpa é do usuário e não da distro.

  28. Evandro Pastor disse:

    Misso, seu problema é fácil de resolver. Dá uma olhada nesse link:

    http://www.quartoestudio.com/blog/2007/10/21/resolvendo-o-problema-de-tela-preta-no-boot-do-ubuntu-710-gutsy-gibbon/

    Tem um tutorial de como resolver esse problema da tela preta no Ubuntu.

  29. Anonymous disse:

    Não tem jeito, atualizar um sistema que funciona é pedir pra levar tapa na cara. Tá funcionando? Não mexa. Vai dar merda com certeza. Ah, mas o programa y tem falha de segurança e preciso atualizar! Sem problemas, instale somente as atualizações de segurança e pronto. Não invente de atualizar o sistema inteiro. Vai surgir uma série de probleminhas, configuraçõeszinhas que você vai ter que ajustar e com isso você vai perder um tempo (um dia, uma semana). Chega de ser otário. Pegue uma versão estável qualquer, o Dapper, por exemplo, e fique com ela por anos, instalando somente as atualizações de segurança. É felicidade na certa. Eu conheço gente que usa o Windows XP. Lembre-se de que o XP saiu em 2001!! Soltaram uns service packs e todo mês tem atualização de segurança. E um monte de gente usa até hoje, porque funciona. Pra que instalar um Ubuntu a cada 6 meses? Acaba-se perdendo muito tempo na internet procurando correções para problemas que não existiam. Não adianta reclamar da falta de letras coloridas no vim, chega a ser ridículo.

  30. Eda disse:

    Concordo plenamente com a questão de upgrades no linux, tanto no pacote quanto da distro inteira. Isso ainda é um mito – realmente quem quer ter o pacote mais recente, deve instalar do zero, principalmente no cado de uma distro. Nem o SuSE, nem tão pouco o Mandriva sustentam esta condição com perfeição.

  31. Marcelo R. Minholi disse:

    Pois é eda, mas o que ainda falta é ter repositórios backports totalmente funcionais. Afinal de contas, a quantidade de softwares que são portados de uma versão do Ubuntu para a anterior ainda é muito pequena.

    Eu por exemplo me sentia totalmente confortável com o 7.04, mas gostaria muito de ter o Gimp 2.4 e alguns outros softwares à disposição. Seria interessante que a própria distribuição disponibilizasse essa possibilidade, sem ter que instalar “por fora”.

  32. semente disse:

    Eda, não considero um mito upgrades de distribuição. No Debian, nunca tive problemas e funciona perfeitamente bem (nem tudo é feito automático, mas o Debian lança uma nota explicando o que se deve fazer antes e após o upgrade – quando necessário).

    Obviamente, alguns programas precisam ter suas configurações alteradas (quando algumas opções ficam obsoletas por exemplo), mas isso vale para qualquer atualização de software que não modifica automaticamente suas configurações antigas. Programas de desktop eu geralmente zero meu $HOME.. servidores eu leio as notas de mudança dos programas em /usr/share/doc.

    Já vi muitos relatos de gente com problemas em upgrade no Ubuntu e outras distribuições. Creio que então seja um problema nessas distros, que tem as árvores de pacotes atualizadas muito rapidamente e os upgrades não são testados extensivamente como no Debian.

    O Debian é muito utilizado em servidores, upgrades é muito útil. Tenho servidores que já sofreram trës, sem formatação.

    Utilizo hoje Ubuntu no Desktop, devido que o mesmo traz uma nova versão do GNOME a cada 6 meses (e de alguns outros programas)… mesmo utilizando a versão de desenvolvimento do Debian, o GNOME nem sempre chega rápido. Já fiz um upgrade em uma versão mais antiga, não lembro ter tido problemas maiores, mas também não me arrisquei mais. Sempre instalo do zero.

    Hoje penso em voltar ao Debian(sid/unstable) no Desktop (vou ver ainda o Ubuntu 8.04, que é LTS).

    Muitos avanços de tecnologia ocorrem no Debian Sid… além de que as correções de bug são feitas mais rapidamente, pelo menos é o que percebo.

    No Ubuntu geralmente há mais avanços na interface, o resto vem de uma versão congelada da Sid que o Ubuntu ainda descarta algumas coisas, porém claro, adiciona outras.

  33. Anonymous disse:

    Automatix este foi seu problema não é de hoje que avisam para evitalo pela farra que faz no sistema!

  34. Marcelo R. Minholi disse:

    Realmente, o Automatix pode ter causado alguns dos problemas citados. Fiz a atualização do Feisty que estava rodando no desktop que estou usando neste momento e aparentemente o Gutsy está rodando perfeitamente. Ainda não tive tempo de verificar todos os problemas, mas já percebi que a função de Hibernação não funciona corretamente nele também.

    Agora fica a dúvida se houveram atualizações para alguns dos problemas ou se existe alguma coisa relacionada com a arquitetura do meu laptop. Pois bem, em breve eu volto a instalar o Gutsy no laptop também para tirar a prova dos 9. Desta vez sem o Automatix.

  35. [_F3L1X_] disse:

    Não é só aqui que o seu post tá gerando repercussão não Minholi, no fórum também tá ficando agitado, caso você não tenha visto:http://ubuntuforum-br.org/index.php/topic,28472.0.html

  36. jasonnfedora disse:

    Quem diria em minholi que iria acontecer essas coisas uaheuaheuaheu. O problema é que o pessoal sabe que as vezes a distro vem com problemas mais preferem camuflar a situação. Em qualquer distro sempre acontece esses tipos de problemas, pois as vezes isso esta diretamente no proprio kernel e não na distro. Abraços minholi e estou do seu lado.

  37. Marcelo R. Minholi disse:

    Sabe jasonn, eu sempre tive consciência de que aquilo que eu falo causa grandes impactos. Quando eu vejo qualidades em alguma coisa eu falo, mas quando eu vejo defeitos eu procuro falar com a mesma intensidade.

    Não por coincidência resolvi colocar como lema deste blog a frase “Levando dúvidas aonde antes só haviam certezas!”, porque acho que isso traduz totalmente o que penso da forma como deveriamos nos colocar diante daquilo que é tido como verdade por todos. Vide artigo publicado na Revista Veja desta semana, se não me engano na coluna Ponto de Vista de Stephen Kanitz, onde ele retrata muito bem como deveriamos nos comportar para construirmos relações humanas e científicas mais verdadeiras.

    Culturalmente o brasileiro não aceita isso. Todo mundo já ouviu a frase “Você quer ter sempre razão ou quer ter sempre amigos?”, mas isso está mudando.

    Em nenhum momento da minha vida me senti agredido por pessoas que são dignas de respeito, até porque ao agredir as pessoas perdem essa dignidade, mas tento estar aberto a críticas, por isso aceito qualquer opinião contrária à minha com a mesma naturalidade que acolho as favoráveis, pois sei que elas me são tão ou mais úteis do que as que me apoiam.

    O mais interessante foi perceber que as pessoas esclarecidas, como as muitas que fazem realmente parte da comunidade de usuários e colaboradores do Ubuntu, procuraram saber se os problemas que relatei realmente procediam, enquanto que as oportunistas tomaram para si as posições que melhor lhes conviessem frente à polêmica que se estabeleceu aqui.

    Então, em síntese, é isso que acontece quando se fala o que pensa. Então não se preocupe! 😉

  38. jasonnfedora disse:

    Minholi eu sou tambem assim. Você sabe que eu sou fã de carteirinha do fedora, e mesmo assim quando tem qualquer problema que seja, eu picoo pau mesmo. Essa onda de so dizer que tudo são flores são para pessoas banais e como não sou assim, tenho que criticar para poder trazer resultados mesmo. Para vc ver, até hoje o meu LANÇAR PAGE não funciona no KDE do Fedora, desde o 4 e pense como eu até brigo para fazer ele funcionar. Abraços e vc esta 100% correto em suas posições.

  39. Mr. Cortex disse:

    Tenho usado direto a versão 7.10 do Ubuntu e não tive problemas… Instalei a partir de uma imagem baixada em dezembro de 2007, talvez seja atualizada ou coisa assim, e por isso não apresente os mesmos problemas relatados aqui.
    Se eu fosse reclamar alguma coisa é a falta de suporte para o meu hardware marcar diabo e que o sistema é consideravelmente mais pesado que a versão 6.06. Mas fora isso, está tudo ótimo. (:


Deixe uma resposta