Debian no Desktop/Laptop: É possível? – Parte IIb

As placas de vídeo da ATI sempre foram um pouco difíceis de se configurar em qualquer distribuição Linux. Recentemente a AMD adquiriu a ATI e agora surgem as primeiras versões dos drivers que são fáceis de instalar e dão suporte a uma extensão chamada AIGLX, que permite, por exemplo, que o Compiz Fusion funcione.

Nesta parte do artigo eu vou mostrar como configurar uma placa de vídeo ATI e instalar o Compiz Fusion, sem complicações.

O primeiro passo é fazer o download do driver mais atual, diretamente das páginas do site oficial da ATI, caso seja uma Radeon, basta fazer isso acessando o esse endereço.

O arquivo deve ser salvo em uma pasta para utilização futura e o seu nome deve ser algo como ati-driver-installer-7-11-x86.x86_64.run (o que deverá mudar caso esteja seguindo este tutorial depois de algum tempo, a medida que forem sendo lançadas novas versões).

O segundo passo consiste em gerar e instalar os pacotes, além de compilar e instalar os módulos propriamente ditos, o que pode ser feito usando o “Terminal como Root”, dirigindo-se até a pasta onde encontra-se o arquivo descarregado e usando os comandos abaixo:

# sh ati-driver-installer-7-11-x86.x86_64.run –buildpkg Debian/lenny
# dpkg -i *.deb (podem ocorrer problemas com dependências)
# apt-get install -f (se ocorrerem problemas com dependências use esse comando)
# m-a update (só para ter certeza que a base de dados de módulos já foi atualizada)
# m-a prepare (procurando por dependências, de novo!)
# m-a a-i fglrx (compilando e instalando o módulo)

O módulo ‘fglrx’ é o driver da placa ATI. Uma vez que ele estiver devidamente instalado é necessário configurar o servidor X (X.org) para que ele passe a utilizar o novo driver. Isso pode ser feito usando o comando aticonfig –initial -f (usando novamente o Terminal como Root).

O próximo passo é preparar o servidor X para que ele suporte corretamente o Compiz Fusion. Para isso é preciso editar o arquivo /etc/X11/xorg.conf (usando o Terminal como Root e o comando gedit /etc/X11/xorg.conf) e fazer as seguintes modificações:

Na Section “Device”, logo abaixo da linha Driver “fglrx”, adicione a linha abaixo:

Option “XAANoOffscreenPixmaps”

Isso irá garantir que não ocorram alguns problemas com o Compiz (caso queira ver quais são basta não seguir esse passo).

Outra modificação importante é adicionar ao final do arquivo xorg.conf o seguinte:

Section “Extensions”
Option “Composite” “Enable”
EndSection

Ok! Neste momento o seu servidor X já está configurado para utilizar o novo driver da ATI, mas o sistema operacional precisa ser reiniciado para que as configurações tenham efeito. Para aproveitar a reinicialização, vamos instalar também o Compiz Fusion.

O primeiro passo é adicionar a seguinte linha no /etc/apt/sources.list:

deb http://download.tuxfamily.org/shames/debian-lenny/desktopfx/stable/ ./

Agora é só Recarregar os repositórios usando o Synaptic e instalar os pacotes compiz-fusion-gnome e fusion-icon.

Para ter uma maneira simples de iniciar e configurar o Compiz Fusion basta ir até o menu “Sistema > Preferências > Sessões” e adicionar o fusion-icon à inicialização do sistema.

Pronto! Agora é só reiniciar o sistema e quando ele voltar você notará um novo ícone próximo ao relógio do Gnome. Para ativar o Compiz Fusion é só clicar nele com o botão direito e selecionar o gerenciador de janelas “Compiz”, no menu “Select Window Manager”.

Outras configurações do Compiz Fusion estão disponíveis neste mesmo local, clicando em “Settings Manager”. Depois de devidamente instalado e configurado alguns efeitos possíveis são os que selecionei abaixo:



Até a próxima!


No Comments


Deixe uma resposta